A Psicoterapia transforma seu cérebro


Desde a década de 1990, diversas pesquisas vem sendo realizadas, evidenciando as alterações que acontecem no cérebro de quem faz psicoterapia.

Todas as mudanças esperadas devido a psicoterapia, como as de comportamentos, pensamentos e sentimentos, encontram uma base orgânica equivalente a base psicológica, em função da neuroplasticidade do cérebro.

Novas conexões neurais são estabelecidas e outras são alteradas. Há maior liberação de neurotransmissores (serotonina, dopamina, noradrenalina e oxitocina) que são responsáveis pela ativação cerebral através da comunicação dos neurônios, ligadas ao bem-estar, felicidade e maior ligação com a vida.